Mulher, Mãe, Empreendedora, Cientista de Dados, da TI e MVP!

Está se aproximando o dia das mães e me pediram para dar um depoimento de como é ser Mãe, MVP e trabalhar com TI, em um mundo (ainda) predominantemente masculino!

Antes de mais nada, vamos desmistificar o que é ser um (a) MVP!?

O prêmio Microsoft Most Valuable Professional, mais conhecido como MVP, reconhece especialistas técnicos de comunidades do mundo inteiro que voluntariamente dividem seus profundos conhecimentos sobre tecnologias Microsoft com outras pessoas.

Potenciais MVPs são especialistas nominados por outros membros de comunidades técnicas, por atuais ou ex-MVPs e por funcionários da Microsoft que notaram suas lideranças, vontade e capacidade de ajudar os outros a extraírem o máximo de suas tecnologias. Ou seja, é essencial que haja uma referência e que o profissional tenha profundos conhecimentos sobre a tecnologia na qual receberá a premiação.

Para receber o prêmio Microsoft MVP, o nominado passa por um rigoroso processo de avaliação. Um painel, que inclui membros do time de MVP e dos times de produtos da Microsoft que avaliam as competências técnicas de cada candidato e suas contribuições voluntárias para a comunidade dos últimos 12 meses. E respondendo a sua pergunta… Sim, é um prêmio concedido anualmente e todo ano você é reavaliado!

Então, imaginem vocês que o Brasil tem em torno de 207 milhões de Habitantes e emprega em torno de 1,3 milhões de Profissionais na TI… desses 1,3 milhões de profissionais, em torno de 126 foram premiados com esse título, e, desses 126, 12 são mulheres e 2 são mães. Até ontem eu era a unica mãe no Brasil com o título de MVP, mas para nossa alegria, enquanto eu escrevia esse post, recebi a notícia que nossa queridíssima Sulamita Dantas também recebeu a premiação. Parabéns Sula!! 🙂 

Sendo assim, podemos dizer que os MVPs que foram premiados no Brasil com esse título representam menos de 1% (algo próximo de 0,009%) em relação ao número total de profissionais da TI, e que em relação ao total de MVPs premiados, 10%  são mulheres e menos de 2% são mães. Seguindo na linha de números interessantes, vocês sabiam também que as Mulheres na TI representam em torno de 21% desses profissionais? (Vale salientar que são números aproximados e colhidos da internet… se você identificar números diferentes desses, por gentileza, me sinalize!)

Levando em consideração esses números, caramba!!! Dá pra ter uma noção que pra chegar até aqui esse pessoal precisou ralar muito! Existe uma piada interna que MVPs não dormem! Eu, particularmente durmo muito! Mas isso… hoje! No passado, tive jornadas de 36-48h sem dormir, até porque afinal de contas, ninguém consegue um título desses sem colocar muita energia, paixão, trabalho e abdicar de muitas horas de sono em algum momento da sua vida.

Tá Vivi, mas então, como é ser Mulher, Mãe, Empreendedora, Cientista de dados, da TI e MVP!? Quais são os principais desafios? Qual foi o melhor e pior momento da sua carreira e o que você fez para enfrentar cada um deles?

Quero dizer que se MVPs não dormem, mães muito menos!! 🙂

Vamos aos principais desafios de ser um MVP:

  • Como conciliar uma agenda corrida da vida pessoal e do trabalho com eventos, palestras e contribuições para a comunidade técnica?
  • Como causar impacto e gerar um conteúdo relevante?
  • Como faço para me manter atualizado em meio a tantas novidades na área de TI?
  • Como respondo a montanha de emails e comentários nos blog posts e redes sociais?
  • Como eu vivo sem dormir?? 🙂

Vamos aos desafios de ser mãe e todo restante que você precisa ser como Mulher e profissional:

  • Como conciliar uma agenda intensa de viagens, reuniões, atividades do filho na escola, cuidar da casa, ser uma mãe presente, ir na academia, e ainda ter uma vida social? Detalhe importante, de uma forma saudável e no final de tudo isso não morrer?

Vamos aos desafios de ser uma Mulher na TI:

  • Como explico para o meu namorado/marido todas aquelas fotos do evento e happy-hour pós evento onde eu era a unica ou uma das poucas mulheres no meio? E as noites e finais de semana que eu precisei virar estudando ou migrando servidores sendo a unica mulher trabalhando com outros 5 homens?
  • Como você lida com o assédio e as diferenças salariais no ambiente de trabalho?
  • E o preconceito? E o Machismo? Como lidar com ele quando ele aparece?
  • Como se vestir e como se posicionar em reuniões e eventos onde você é a unica mulher?
  • Quais são os cuidados que eu preciso ter para ir em um evento com +22 mil participantes onde menos de 5% são mulheres e boa parte do networking acontece em momentos de happy-hour pós-evento?

Ufa… são só esses… 🙂  E eu vi que esse relato vai me render horas falando sobre tudo isso! E antes de eu seguir falando da minha vida e compartilhando as minhas histórias, eu quero ouvir vocês… Se você é MVP, Mulher da TI, ou mulheres em geral que trabalham em ambientes predominantemente masculinos… contem aqui as suas experiências, os seus desafios e o que vocês tem feito para superar cada um deles!

Por hora posso dizer que fato é que nessa vida, seja você homem, mulher, gay, trans, negro ou deficiente, todos nós de alguma forma em um grau maior ou menor temos os nossos desafios, as nossas dificuldades e os nossos momentos ruins; o que vai diferenciar você dos demais e te permitir ir mais longe é a forma como você encara e lida com as mais diversas situações que aparecem na sua vida. Por isso meus amores, nessa vida é importante sempre ter fé, encarar tudo com muita positividade, e acima de tudo… Sejam Resilientes!

“…Mas não se trata de bater duro. Se trata de quanto você aguenta apanhar e seguir em frente. O quanto você é capaz de aguentar e continuar tentando. É assim que se consegue vencer… Mas tem que ter disposição para apanhar. E nada de apontar dedos, dizer que você não consegue por causa dele, dela, ou de quem seja. Só covardes fazem isso e você não é covarde. Você é melhor do que isso!” (Rocky Balboa)

Um segundo ponto importante que vale mencionar, Sobre ser Mãe… ao contrário que muitos dizem que você acaba deixando de fazer muitas coisas por causa dos filhos, eu quero dizer que o meu filho foi sempre minha maior fonte de inspiração e energia! Nunca deixei nenhum projeto de lado pelo meu filho, pelo contrário, passei a fazer muito mais, com ainda mais qualidade e consistência depois que eu tive ele. Ele é a minha maior motivação diária para eu ser uma melhor versão de mim mesma! Passei a ser ainda mais produtiva e criativa nas minhas entregas valorizando cada hora que dedico a cada questão na minha vida. E pra mim, ao contrário do que muitos dizem… Sim, filhos te ajudam a valorizar mais o seu tempo e te trazem mais equilíbrio para a sua vida. Você passa a ter skills que você não imaginava que existiam dentro de você! Então, quer uma dica? Façam filhos, um pelo menos! 🙂

PS: Não esquece de compartilhar as suas experiências aqui! Podem servir como fonte de inspiração para outras pessoas!

 

Grande Abraço e Até o próximo! 😉

 

 

Quer saber mais sobre o programa MVPs?

Segue o Link do vídeo com um bate-papo super bacana com o MVP Leader Glauter Jannuzzi da Microsoft! Falamos sobre o programa de MVPs, as oportunidades existentes para Mulheres e profissionais da área de Data Analytics e Data Science: https://www.facebook.com/VivianeRibeirosql/videos/536282383391025/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s